Tempos Pandêmicos: a fundação e a atuação da Academia Líterocultural de Sergipe (ALCS) através das mídias digitais – democratizando o acesso à literatura

Autores

  • José Ignacio Ribeiro Marinho Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Tânia Cristina dos Santos Souza Secretaria de Estado da Educação e da Cultura de Sergipe

Palavras-chave:

Pandemia, Academia Líterocultural de Sergipe, Mídias digitais, Literatura

Resumo

O presente estudo bibliográfico relaciona-se, a princípio e de modo geral, ao contexto pandêmico desembocado mundialmente pelo vírus da Covid-19 (SARS-CoV-2), considerando-se a fundação e a atuação da Academia Líterocultural de Sergipe (ALCS) e, sobremaneira, as atividades digitais e/ou virtuais desta instituição cultural e literária através de mídias como o Facebook, o Instagram e o YouTube. Para a consolidação de nossas pesquisas, recorremo-nos, como ancoragem bibliográfica, aos estudos de Borges e Dias (2017) e Bosi (1975).

Acesse o debate no evento aqui.

Biografia do Autor

Tânia Cristina dos Santos Souza, Secretaria de Estado da Educação e da Cultura de Sergipe

Especialista em Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica e Docência no Ensino Infantil e Fundamental. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú.

Referências

BORGES e DIAS. Manoel Bomfim, um desconhecido historiador. VIII Congresso Internacional de História e XXII Semana de História, 2017. Disponível em: 3616.pdf (uem.br). Acesso em: 30 abr. 2023.

BOSI, A. História concisa da literatura brasileira. Editora Cultrix. 2ª edição. 5ª impressão. São Paulo, 1975.

Downloads

Publicado

25-06-2023

Como Citar

Ribeiro Marinho, J. I., & dos Santos Souza, T. C. (2023). Tempos Pandêmicos: a fundação e a atuação da Academia Líterocultural de Sergipe (ALCS) através das mídias digitais – democratizando o acesso à literatura. Anais Do Congresso Nacional Universidade, EAD E Software Livre, 1(15). Recuperado de https://ueadsl.anais.nasnuv.com.br/index.php/UEADSL/article/view/1167